Comadre Peituda

Categoria: 

Olá, hoje decidir contar um pouco da minha história com a minha comadre peituda. Tudo começou quando eu tinha 12 anos, conheci minha comadre quando ela tinha seus 28 anos de idade,esposa de um amigo de meu pai,eu não sonhava nem em ter filhos, mas quando a conheci, ela estava conversando com minha mãe e mostrando seu filho que estava com 6 meses de nascido. Na época o que mais me chamou atenção foi o fato de estar lactante, seus peitos estavam enormes, cheios de leite, cheios de veias esverdeadas,uma excelente vaca leiteira, nossa era louco pra que ela me desse colo e amamentasse como seu filhinho.

Pouco tempo depois, ela como era muito alegre e descontraída,sempre brincava comigo e meu irmão que tinha praticamente a mesma idade que eu,sempre íamos em clubes e praias,visitamos.

Um certo dia, ela estava na piscina,é eu estava com sua cria nos braços,já excitado em ver aquelas tetas enormes mesmo dentro do biquíni, quando derrepente sua cria pucha o sutiã falando "mamar" mamar,deixando seus mamilos rosados e bicos a amostra, fiquei louco.

Ela percebendo minha reação, quando estava sentado em um banco do clube, ela sentou ao lado, como eu era muito novo, seu marido não tinha ciúmes,então ela falou que percebeu minha reação quando vi os peitoes dela e falou que no outro dia as 10 da manhã fosse na casa dela pegar um CD.

No outro dia, fui lá, seu marido saiu pra trabalhar,os vizinhos não ia falar de uma criança de 12 anos, quando entrei pouco depois ela fechou a porta, as janelas, ligou as luzes e seu filho estava no berço. Quando derrepente ela tira sua blusa e short e fica só de calcinha e sutiã, diz

- vem cá bebê, vem... tava o tempo todo olhando eu amamentar minha cria agora é sua vez.

Me jogou na cama e começou a dançar tipo uma dança árabe, derrepente ela tira o sutiã e começa a remexer os melões na minha cara, deita na cama, eu já estava nu, quando pega minha cabeça e coloca minha boca em seus mamilos e sua cria no berço inocente vendo eu sugar todo o leite de sua mamãe deliciosa e gostosa. Nossa meu pau alterava e eu chupava que o leite espirrava em meu rosto de tão cheio que seus peitos estavam, mamei muito enquanto ela alisava meu pau,e ela ainda espremia as tetas, depois tirou a calcinha e ordenou que metesse em sua xereca, ela gemia e eu virgem gozei rapidinho.

No final ela falou que gostava muito de min e que sempre que pudesse ia me amamentar é que a partir de daquele dia eu era seu filho de peito e ela era minha mãe de leite. Ainda tem mais aventuras minha e de minha vaca leiteira. Aguardem.

https://www.casadoscontos.com.br/texto/201805707

Comentar