Meu primeiro menage

Categoria: 

*ESTE CONTO É UMA TRADUÇÃO E ADAPTAÇÃO DE UM CONTO DE MUITO SUCESSO NO ANO DE 2005*

Eu li muitos contos em que o homem é o principal instigador em conseguir que sua esposa se junte a ele em um trio com outro cara. Comigo era tão diferente; Eu era a único que desejava que isso acontecesse:

Oi, meu nome é Pam; Tenho 29 anos e fui casada com Tony, que tem 32 anos por sete anos.

Provavelmente me descreveria como uma mulher média, 1,60m, 55Kg, cabelo castanho. Eu gosto de pensar que eu sou bastante atraente, me mantenho ativa e me orgulho de arrumar e me vestir bem para o meu marido. Dos sete anos nos casamos, fui fiel ao Tony e gosto de pensar que ele também tenha sido comigo; Eu realmente, realmente amo ele. Houve duas vezes que eu poderia ter me desviado, mas eu resisti à tentação, a segunda vez que chegou mais próxima de acontecer, eu fui comum cara para um motel, nós agarramos um pouco, mas, na hora ... Eu entrei em pánico no último minuto.

Antes de conhecer Tony, eu era bastante ativa sexualmente - eu perdi a minha virgindade logo no começo da adolescência. Meu primeiro parceiro foi um homem casado - um amigo muito próximo de meus pais, ele me seduziu e tirou minha virgindade, ele era alguns anos mais velho que meu pai. Olhando para trás, achava que era emocionante para mim no momento, mas hoje, sendo bem sincera, ele era um amante péssimo que só pensava em se satisfazer, ele me usou e abusou de mim eu até perceber o que estava acontecendo. Havia um cara em particular que me ensinou basicamente tudo o que eu conheço hoje sobre sexo, nós ficamos juntos por alguns anos, o problema era que ele não era solteiro, casou-se e logo depois que nos separamos conheci Tony.

Recentemente eu venho pensado e fantasiando sobre outros homens, eu fantasio sobre fazer sexo com outro cara, um estranho total e com Tony nos assistindo e talvez se juntando a nós, os dois me colocando em várias posições, me fodendo - não apaixonadamente, apenas me fodendo sem pudor. Eu me vejo olhando para os homens enquanto faço compras, me pego imaginando como eles devem ser pelados, imaginando o tamanho de suas rolas. Suponho que seja uma coisa bastante normal que muitas mulheres fantasiem muito da mesma forma que os homens fantasiando sobre mulheres diferentes, eu acho. Às vezes, quando Tony me fodia, eu fingia que era outra pessoa, um rosto de um estranho que eu tinha visto na rua tomava conta da minha mente, eu voltava a realidade por alguns segundos quando Tony falava algo, más logo eu fechava meus olhos e por alguns minutos eu entrava no mundo de fantasia que eu gostaria de realizar.

Financeiramente e sexualmente Tony e eu não temos problemas nenhum; tentamos discutir diferentes coisas para manter o nosso relacionamento quente. As vezes eu sinto vontade de se vestir com uma roupa sexy e surpreendê-lo quando ele chega do trabalho, ou quando nós acariciamos discretamente quando vamos ao cinema e nós dois ficamos com adrenalina alta quando pode haver possibilidade de que alguém nos ver enquanto fazemos sacanagem. Tenho muitas roupas sexy, espartilho, bodys, meias, vestidos de corte curto e baixo, tops transparentes que foram presentes de Tony. Suponho que o favorito de Tony é também me ver vestida com o meu antigo uniforme escolar - sim, não sei por que, mas ainda tenho.

Com meu cabelo em cacheado, sem maquiagem, meias brancas até o joelho, saia preta plissada, blusa, gravata e blazer. Nós conversamos sobre coisas "picantes", ele sabe que eu sou uma provocação, recentemente - talvez para me agradar, talvez não - ele sugeriu que talvez eu gostaria de me vestir e irmos a um passeio noturno ao redor do parque próximo com a intenção de "me exibir” para outros homens. Eu usaria um top transparente, meias, saia curta, mas infelizmente até agora não nos encontramos com ninguém, exceto um homem que estava longe, mas com a possibilidade de alguém ter visto meus peitos expostos sem termos visto, já foi ótimo para apimentar o sexo quando nós chegamos em casa.

Uma noite, deitados um ao lado do outro na cama, eu estava brincando com seu rola rígida enquanto ele estava com uma mão na minha outra mão. Estávamos assistindo a um filme pornô, um novo que não vimos antes. Chegou a uma cena com dois rapazes e uma menina, em poucos minutos eles estavam pelados e, enquanto um cara fodia a garota, ela sugava o outro cara, eles eram fortes, grandes e tinham as rolas grandes e grossa, bem o tipo que toda mulher gostaria de ter ao menos uma vez, e que eu imaginava ter naquele momento, as duas! Eles a foderam em muitas posições diferentes, tiraram da sua boceta e boca, então ... e quando foram gozar, você sabe ... os dois ficaram de cada lado dela enquanto ela se ajoelhava no chão e eles gozavam toda aquela porra na boca e no rosto abertos da garota. O pau de Tony ficou muito duro, senti que ele se contorceu e latejava, apertei aquela rola de 15cm com força e soltei-o rapidamente e, segundos depois, disparou uma enorme quantidade porra pegajoso "Ahhh! Sim ... é isso amor, sim ... não pare, me chupa com força", ele gemeu.

Eu fiz como ele pediu, então eu virei por cima e peguei sua rola ainda pulsando na minha boca. Continuou a sair porra quando eu suguei, Tony agarrou minha cabeça e abaixou os quadris para a frente, senti seu pau tocar na parte de trás da minha boca e balbuciei um pouco enquanto ele literalmente fodia minha boca. Minutos depois, sua rola esguichou mais um pouquinho de porra e eu voltei para a posição que estava antes para mais uma vez acariciar ele, Tony me beijou e disse: "Nossa, isso foi bom amor, desculpe, eu cheguei lá tão rápido... bem na hora que você apertou meu pinto... Eu simplesmente não aguento mais segurar! "

"Relaxa, amor" Eu disse a ele: "Eu acho que eu posso levantar este monstro novamente" Eu sorri e com força apertei sua rolas semi-macia. "Então ... dois rapazes e uma menina, parece que você está gosta", eu disse enquanto ajeitava minha cabeça no peito dele. Eu senti seu pau começar a mostrar interesse enquanto eu acariciava e brincava com ele. "Suponho que seja a fantasia de todo homem participar de um menage", continuei. "Sim ... eu acho" Tony respondeu enquanto apertava meu mamilo duro com os dedos.

Seu pau começou a endurecer enquanto eu continuava: "Acho que isso não aconteça muito na vida real, quero dizer ... Eu imagino que um casal teria que estar muito apaixonado e totalmente seguro um com o outro para convidar outro homem para se juntar a eles."

"Ah, provavelmente isso acontece mais do que você acha, o sexo não é grande coisa hoje em dia, Pam, se um casal pensasse que seu casamento era forte o suficiente e ambos entraram totalmente de acordo em que não seria nada mais do que diversão, bom ... Não consigo ver problema ". Isso estava acontecendo como imaginava, eu estava tendo uma conversa com Tony sobre trios, mas não queria forçar muito as coisas.

"Você sabe ... quando estamos na cama, não é apenas sexo, é amor, acho que essa é a diferença" eu disse no seu ouvido antes de descer e chupar seu pau novamente, fodemos durante horas nas mais variadas posições, eu me inclinei sobre ele rebolando para cima e para baixo, montando no seu pau igual uma vadia até que Tony finalmente encheu minha boceta com sua segunda carga de porra quente. Como eu disse, não queria apressar as coisas, mas depois, enquanto Tony dormia, minha mente estava cheia de imagens dos dois caras que estavam com essa garota, pensei que eles me comiam! Eu fiquei acordado por horas, tinha que fazer isso, eu tinha que pensar em uma maneira de conseguir que outro homem se juntasse nós, eu precisava de um plano que se tornasse a sugestão de Tony, e não minha.

No dia seguinte, visitei um sexshop na cidade onde escolhi um par de fitas com o mesmo tema - Threesomes e Groupsex! Fui para casa e passei a tarde tomando banho e me preparando. Eu dei uma leve aparada na minha buceta, Tony gosta dela assim. Eu vesti uma saia muito curta e uma blusa transparente apertada; Eu nem ao menos coloquei roupa intima! Eu preparei um jantar à luz de velas, vinho gelado e suave, música de fundo tocando para quando chegasse do trabalho. Quando ele viu o jeito que eu estava vestido e a mesa colocada ele perguntou se era uma ocasião especial, "Não é nosso aniversário, eu lembro dessa data" ele sorriu "Sem ocasião especial, querido, só pensei que seria legal" Eu disse a ele. Ele disse que queria tomar um banho rápido e retornou dez minutos depois vestindo seu roupão, quando terminei na cozinha, ele ficou de pé atrás de mim e segurou meus peitos através do pano fino da minha blusa, senti seu pau crescendo contra minha bunda quando ele acariciou meu pescoço. "Nossa Pam, você é tão gostosa ... Eu poderia me acostumar com você me esperando em casa assim todas as noites"

"Temos muito tempo para isso mais tarde" eu disse com um tom sexy, "eu não quero deixar o jantar ficar arruinado, você vai derramar o vinho"

Nós bebemos quase duas garrafas de vinho durante todo o jantar, eu estava me sentindo um pouco "embriagada" quando finalmente fomos para a sala e nos sentamos no sofá, tomei a taça que Tony estava quase terminando de beber. "Esse foi um lindo jantar Pam e você está linda vestida assim“ Tony elogiou. "... Obrigado senhor, você é muito gentil ... e" Senhor "quer mais alguma coisa?" Eu sorri. "Só você!" Ele sorriu em resposta, deslizou a mão na minha coxa e deu um aperto gentil, sua mão deslizou mais um pouco e abriu minhas pernas enquanto seu dedo deslizava pelos lábios da minha boceta já encharcada, soltei um gemido profundo quando seu dedo entrou na minha boceta. Levantei para apagar as luzes, quando voltei, liguei a TV, "peguei essa fita hoje, pareceu muito interessante", sorri.

Sentei-me ao lado dele e dei play. Tony me abraçou e quando a fita começou a tocar, começou com dois negros e uma loira muito jovem, logo eles tiraram o pau para fora, os homens tinham umas rolas enormes e sem muita enrolação começaram a foder a garota com muita força. Essa fita era mais pesada do que as que vimos anteriormente; eles fodiam sua buceta e cú ao mesmo tempo numa linda dupla penetração, e depois gozaram simultaneamente dentro dela, a garota gritou alto quando suas rolas dura esguicharam dentro dela, ela voltou a ficar ajoelhada entre eles e colocava uma rola de cada vez até o fundo de sua garganta - como ela conseguiu me surpreender, eu já tentei engolir o pau de Tony várias vezes, mas sempre terminava praticamente me engasgando!

Enquanto observávamos a fita, Tony tinha o braço em volta de mim e a mão dele deslizou dentro da minha blusa brincando com o meu peito, segurei seu pau, que já estava duro; de vez em quando eu dava um aperto, o resultado era um gemido. "Se você fosse um daqueles caras, o que você mais gostaria de fazer?", perguntei: "Colocaria meu pau até na sua garganta até engolir tudo" Ele respondeu com um grande sorriso "Enquanto o outro cara fode minha buceta, pode ser? " E dei um aperto no pau. "Sim ... eu não me importaria de dar uma chance a isso" ele sorriu. O próximo trio foi novamente uma jovem, mas desta vez os dois homens eram mais velhos ... muito mais velhos que ela! Eles deviam ter seus cinquentas e poucos anos, eu acho. Além de suas idades, ambos tinham a rola de tamanho decente, o pênis de um deles, em particular, era muito grosso e veiado com uma enorme cabeça rosada. As atrizes que aparecem nesses filmes parecem gostar de um tratamento rígido. Eles a foderam brutalmente empurrando a rola na entradinha da buceta e empurrou com força, ela estava pulando para cima e para baixo em uma pica enquanto chupava a outra quando Tony torceu meu mamilo com força e perguntou: "E você amor, se você fosse, você acha que estaria gostando de ser comida por esses caras, eles parecem um pouco velhos não, eu acho que você preferiria ter duas rolas novas, não? " As meninas do outro filme pareceram gostar do tratamento, e este não era exceção

"Enquanto eles fossem pauzudos e eles me fodesse muito, eu não me importaria com quem era ou quantos anos tinham" Eu respondi dando um grande gemido quando Tony deslizou alguns dedos na minha boceta molhada. "Se houvesse outro cara aqui agora, você realmente não espera que eu acredite que você o deixaria te comer, né?!" Eu segurei seu pau com força enquanto ele enfiou mais um dedo dentro da minha boceta. "Você me diz amor ... É isso que você gostaria que eu fizesse?" Eu respondi. "Eu vou mostrar o que eu quero!" Com isso, ele se levantou, agarrou minhas pernas e me puxou para a frente do sofá, então, colocando-se entre minhas pernas abertas, ele empurrou seu pau para dentro da minha boceta de uma só vez. Eu soltei um gemido alto quando seu pau entrou todo em mim, ele fez um vai vem muito rápido... " Se você pegasse um pau de um cara assim, o que você faria? O que você estaria falando para ele, você falaria para ele foder mais forte? "

"Sim! ... SIM! ... Eu diria pra ele foder minha boceta com força! Ahhhh ... isso amor ... Me come gostoso!"

Tony puxou-me e fiquei joelhada na frente dele." Ele gostaria que você chupasse também, você faria isso? "Eu não respondi, só levei o pau de Tony a minha boca, senti tocando na parte de trás da minha garganta e eu engasguei um pouco, Tony agarrou minha cabeça com as mãos e fodeu minha boca, toda vez que ele me empurrava para frente, seu pau deslizava mais fundo na minha boca quando voltava, respirando pelo nariz eu tentei relaxar minha garganta e, em pouco tempo, ele conseguiu pôr o pau todo na minha boca, eu chupei com força. "Aaaaai caralho, isso é muito bom amor! Eu vou gozar, não para por favor... Por favor ... por favor, não para, continue chupando! "

Com forte inclinada para frente, senti que o sua rola disparar jatos de porra, seu pau latejava e seu corpo se contraiu como se tivesse tendo um ataque. Eu engoli o máximo que pude, mas havia muito, algumas gotas fugiram e caíram em meus peitos. Logo depois, Tony puxou o pau da minha boca e desabou no sofá. "Meu Deus Pam, isso foi fantástico ... essa foi a melhor chupada que você já me fez, desculpa se eu peguei muito pesado com você", ele ofegou. A fita tinha terminado e estava rebobinando, ele me abraçou forte e nós nos beijamos profundamente, apaixonadamente. Depois de um tempo, trocamos tudo e demos a mão e fomos para a cama. Nos abraçamos um ao outro, nos beijamos e ficamos aninhado por algum tempo, então ... olhando para mim, Tony disse: "Você quis dizer sério aquilo... você?"

"Quer dizer o que?" Eu respondi com zelo sabendo exatamente do que estava falando. "O que você disse na sala, você sabe ... sobre fazer sexo com outro cara, foi apenas conversa de fantasia ... certo?" Eu sorri para ele, "Se eu me lembro bem, querido ... eu acho que você quem começou falando o que faria com aquela garota, eu suponho que pra você também tenha sido "apenas conversa de fantasia", certo?”

"Ei ... eu te perguntei primeiro" Tony sorriu, brincando me dando um tapinha no meu braço. "Bem ... você? Você realmente quis dizer aquilo?" ele perguntou novamente. Eu me apoiei no meu cotovelo "Vamos colocar assim amor" Eu respondi: "Hipoteticamente, se a situação surgisse e nós dois nos encontramos, bem ... você sabe ... em um trio, você, eu e outro cara apenas para me divertir, nada mais do que simples diversão, bem ... sim, suponho que eu poderia lidar com isso, sim ... Provavelmente eu gostaria ... a questão é ... você poderia amor? Você acha que gostaria de me ver sendo fodida por outro homem?"

"Nossa, você estava falando sério ... e pensei que você estava apenas me provocando". Tony inclinou-se para a frente sorrindo e beijou-me "Bem ... você não respondeu minha pergunta" eu sorri. "Sim, eu suponho que eu poderia lidar com isso ... Se fosse apenas por diversão, sim... Sim, ver voce com outro homem, só se for por diversão... " eu puxei Tony para baixo de mim e o segurei. "Shiiiu, não vamos mais falar hoje à noite ... agora me abraça ... faça amor comigo, quero me encher com o seu leitinho", eu disse. Eu dormi bem naquela noite, tudo estava encaixado lindamente, minhas tentativas funcionaram, eu tive um sonho fantástico.

No dia seguinte, um sábado, dormimos até tarde, fiquei completamente destruído quando eu finalmente me levantei um pouco dolorida. No café da manhã, Tony me indagou sobre o que tínhamos falado. "Eu estive pensando bem, você sabe que nós concordamos que se juntar com outro cara poderia ser divertido, bem ... e se fosse um casal, quero dizer ... isso mudaria alguma coisa?" Ele perguntou um pouco timidamente. "Ah, sim ... Então, você quer sair com outra mulher, é isso que você está dizendo, é?" Eu brinquei.

"Bem ... não, não só isso, mas eu admito que sim, seria uma experiência prazerosa, mas ... Eu estava pensando mais em assistir você com outra mulher, sempre fantasiei com isso amor". Ele perguntou. "De verdade ... não, eu não teria problema, mas ... quem sabe o que o futuro pode trazer? Olha amor, por que não fazemos o que fantasiamos na noite passada, você, eu e outro cara. Se isso funcionar e nós dois gostarmos, bem ... então eu acho que podemos chamar um casal, admito que parece ser muito gostoso e tentador, mas ... bom, vamos apenas ir devagar, um passo de cada vez, ver o que acontece …pode ser?"

"Pode ser, amor!" ele respondeu. "Então, amor, como encontramos o" outro cara "? Acho que poderíamos colocar um anúncio em uma dessas revistas" Tony sorriu. "Bem, teria que ser alguém que não conhecêssemos, amigos íntimos estão fora e acho que colocar um anúncio é um pouco brega", respondi. Então, depois de um minuto de silêncio, eu disse: "Existe um cara que eu acho que poderia aceitar" Tony olhou para mim, "Quem?"

"Então, você lembra de alguns meses atrás, nós chamamos aquele homem para resolver as torneiras, você sabe ... você estava indo trabalhar quando ele apareceu"

"Ah, sim ... lembro dele" Tony respondeu: "Por que ele?" ele perguntou. "Bem ... ele aqui por algumas horas, as coisas diferentes que ele disse ... da maneira que ele disse, uma mulher sabe quando está sendo chavecad e acredita em mim, se eu estivesse interessada aquele dia, eu tenho certeza que ele teria aceitado! "

"Sim ... sem problemas, mas se eu me lembro que ele era um pouco velho, ele deve ter quase sessenta ... tem certeza que ele é o tipo de cara certo para isso?"

"Ei, não duvide dos mais velhos" Eu interrompi, "Você viu dois deles naquele filme ontem à noite, aqueles dois deram a aquela garota um bom orgasmo, além disso, eu acho que esteja tudo bem para lhe dizer isso pra você agora... Eu fantasiei sobre esse momento e como fazer isso com um cara velho por algum tempo "Eu sorri. "Sério, sem brincadeiras? Você fantasiou com isso amor? Se eu soubesse ... parece que fui ludibriado por você" ele sorriu. Eu simplesmente me sentei ao lado dele, tentando parecer inocentemente como quem não quer nada "Que, eu?” expressei. "Ta bom amor, já que você quer, eu também quero", Tony me disse.

"Vou planejar certinho, mais tarde eu vou ligar pra ele, marcar pra ele vir aqui na próxima sexta feira. Eu vou dizer que estamos pensando em mudar algo no banheiro ou algo do tipo, então ... quem sabe " eu sorri. A semana parecia se arrastar, tudo estava pronto, eu liguei para o Sr. Tom, e ele me disse que viria em torno das 8 horas na sexta-feira. Por telefone conversarmos bastante, ele me disse que era viúvo; Sua esposa morreu há cerca de seis anos. Eu planejei tudo na minha cabeça, eu sabia exatamente o que eu faria ... o resto dependeria dele! Sexta-feira - Passei toda a tarde tomando banho e me empolgando, escolhi uma roupa muito sexy.

Meias pretas e um vestido muito fino e apertado que parecia se encaixar como uma segunda pele. Era muito curto; A frente era dividida com duas tiras finas de tecido cobrindo meus peitos, meus mamilos ficavam aparecendo no pano fino. O vestido não cobria muita coisa; um par de sapatos de salto alto completaram minha roupa. Eu não usei nenhuma calcinha, definitivamente estava tudo a mostra, eu queria parecer uma vagabunda! Minha buceta estava do jeito que meu marido gosta, levemente aparada - Eu estava pronta!

Tony arfou quando me viu, “Puta que pariu Pam ... Você está pronta pra roda bolsinha” e sorriu. “Quando ele chegar você conversa normal com ele, eu estarei no quarto. Eu vou escutar e quando eu aparecer vou fingir surpresa” eu estava um pouco nervosa, então meu marido disse “Confie em mim querida, ok? Depois disso você faz o que eu pedir "

Eu estava no andar de cima quando ouvi a campainha da porta, eu ouvi Tony e Tom falar, eu os ouvi entrar no banheiro e eventualmente voltar para baixo. Eu dei-lhes 10 minutos e respire fundo. Eu disse para mim mesma: "Bom, agora vai", e abri a porta caminhando até lá embaixo. Eu gritei enquanto caminhava em direção a sala, "Tony ... Eu comprei isso hoje, me diga se você acha que é sexy". Os dois estavam sentados a discutindo preços. Ambos olharam quando eu entrava na sala, os olhos de Tom quase pularam quando ele me viu. "Oh, eu pensei que você estava sozinho", eu disse fingindo constrangimento, fingindo tentar cobrir o topo do meu vestido com meus braços. "Eu tinha certeza de que eu ouvi um carro sair, vou deixar vocês dois continuarem“ Eu disse girando como se fosse sair da sala. "Não, não vai Amor" Tony gritou, "

Continua

https://www.casadoscontos.com.br/texto/201711759