Meu sogro me ajudou na amamentação

Categoria: 

Eu sumi um pouco, mas confesso que contra minhas histórias aqui me excita muito e me faz me achar mais normal. Afinal são coisas que não tenho coragem de contar pra amigas sabe?

EU não quero ser vista como uma putona. Enfim.

Tive meu bebê, mas meu relacionamento com meu marido anda um fiasco. Ser mãe cansa mto. E nós dois andamos muito estressados.

Por esse motivo meu marido me mandou passar um tempo na Fazenda, pra ter ajuda da minha sogra.

Eu não me dou bem com minha família mais.

Os meus sogros são bem mais velhos que meus pais, e bem diferentes também. São esses pais tradicionais e tal.

Enfim, eu tava puta. Eu queria era colo e uma babá. Mas como não to trabalhando não acho justo eu pedir isso. Eu queria que meu marido se tocasse. Mas enfim. Acho que ele quis me despachar. Deve estar de caso com alguém.

Meu sogro veio me buscar, ele já tem quase 70 anos, aquele senhor fofinho sabe? Não posso reclamar, pq todos me tratam com amor. E até que foi bom.. pois além da minha sogra, ela tem uma senhora que ajuda ela na casa, que se apegou mto ao nene (não quero expor o nome do meu filho).

Enfim, comecei a me sentir mais viva que antes, tomar banho com mais calma, pegar sol com o bebê, essas coisas. Ele até passou a dormir melhor.

Eu voltei a sentir o fogo, e meu resguardo havia acabado dois dias depois de eu chegar na Fazenda.

Mas ali realmente minhas chances seriam poucas.

E numa boa, eu na estava vagando pra fidelidade eu só não queria mesmo era me expor.

Na quinta a noite eu tava amamentando na varanda e reparei de rabo de olho meu sogro na janela olhando muito. Fiquei tentando não ser maliciosa, afinal eu já tinha feito merda com o sobrinho. Mas eu precisava saber não é mesmo.?

Terminei de amamentar,mas não guardei o peito. Fingi começar um cochilo junto com o bebê. E então pude perceber os passos. Ele veio sorrateiro e ficou olhando. Sentou bem de frente a mim,segurando o pau. Então eu abri o olho,sorri e falei com ele:

- Seu Mauro... que bom que o senhor está aqui.

Isso sem cobrir o peito, o velho ficou nervoso e sorriu sem graça. Rs RS rs

- O senhor pode coloca seu neto no berço

pra eu tomar banho? Estou com uma calor inexplicável.

EU disse isso levantando e colocando o meu filho no seu colo. Mas isso sem cobrir o seio que faltou pouco pra encostar na boca do velho.

Fiz isso e sai. Realmente tava pegando fogo aquela hora.

Quando foi a noite eu tava no quarto, todos já haviam deitado. Eu estava de camisola, e o bebê tava no berço. Ouvi uma batida. Levantei e abri. Era seu Mauro de novo. Rs

Ele tava incomodado. Dava pra notar.

Perguntou se podia sentar, eu sempre solicita.

Depois começou o papo da amamentação.

Que era lindo, mas que eu deveria ter mais cuidado, que meu seio havia ficado mto a mostra. E que era um seio muito bonito, alguém poderia maldar. Rsss

Então eu fazendo meu charme, disse a ele que não se preocupava, que se nem meu marido tinha interesse no meu seio cheio de leite. Outro homem não haveria de ficar. E fiz aquela carinha de choro.rs

Ele ficou mudo, coitado. E meu peito cheio,vazando.

EU aproveitei e continuei.

- Olha isso seu Mauro, olha como ele tá cheio, vazando.O senhor acha que algum homem iria querer mamar esse leite?

Já chorando (muito atriz) coloquei os dois peitos pra fora. Comecei a apertar e mostrar os pingos de leite escorrendo.

- Olha seu Mauro, vê se isso da tesão pra alguém?

O homem ficou vermelho... Eu percebi a o volume dentro da calça. Mas disfarce, sentei na cama com os seios de fora. Já não sabia mais como agir. Ia deixar ele sair.

Mas quando eu pensei que ele não ia fazer nada. Ele veio, me levantou. Sentou na cama, ainda me segurando e sem falar nada começou a mamar.

Pqp gente que boca gostosa.

Minha sogra devia estar dormindo sem fazer ideia.

E o velho mamando, e eu sentia ele sugando meu leite, comecei a gemer. A mão boba do velho já tava na minha piriquita. Rsrs

E eu logicamente já tava toda melada. Aí q delicia de velho. Ele colocou a rola pra fora.

Uma rola não mto Grande, mas pesada.

Abaixei e comecei a mamar. Que tesao gente.

Ele quis levantar. Eu saí.

Ele disse q era loucura. Daí eu me liguei na merda q eu tava fazendo e comecei a chorar mesmo. Mas dessa vez era real, pedi desculpas. Disse q eu tava.mto carente e que a gente já tinha chegado até ali. Pedi pra ele gente, implorei pra ele. Pra me comer.

Falei a real, aos prantos.

Hahahahahahhahahaha

Meu deus que vergonha eu sou mto chorona.

Deitei na cama, abri as pernas e pedi:

- Por favor Seu Mauro,não se faz isso com uma mulher, só uma vez Por favor, deixa só eu gozar um pouco,eu tô precisando. Por favor Seu Mauro, nosso segredo, não me deixa assim babada.

E aí meus amigos, ele não aguentou. Abriu as calças e veio de uma vez só. Pqp

Meteu a piroca, na pele mesmo. A buceta melando tudo, fazendo barulho. Eu olhando pra cara dele com uma cara de agradecida e com tesao. Ele apertava meu peito, o leite espirrava na cara dele. Ele se lambia e aquilo me enchia de tesao.

Pqp

Quando comecei a gozar ele tapou minha boca e mamou. Me tremi inteira. Ele tirou a rola e começou a esfregar no meu cu. Eu que já não gosto. Comecei a chegar o corpo pra frente e tentando engolir o caralho dele. Aí que velho gostoso. Adoro um velhinho assim.

Ele tava com raiva parecia. De eu ter colocado ele nessa situação. Mas eu comecei a falar putaria pra ele.

Aí caralho, me fode velho gostoso.

Já que seu filho não quer fuder o senhor tem.

obrigação de comer. Vai gostoso. Mama nessa vaca enquanto atola no cu dela. Filho da puta.

Ele não falava nada, mas tava me tirando sangue.

E eu ali sofrendo mas sem dar o braço a torcer.

Pedindo mais. Até que ele jorrou mto leite no meu cu.

Nossa

Ele deitou em cima de mim, arfando. Ainda segurou meu peito e sugou bastante leite.

Levantou, subiu as calças e saiu

Tava de cara feia pra mim.

Mas foi tão gostoso.

Tô louca pra ele me mamar de novo.

https://www.casadoscontos.com.br/texto/201711794