Minha esposa Cely e nosso caseiro negro,seu macho VI

Categoria: 

O caso de minha esposa Cely,uma loira gostosona de 55 anos,quadris largos,seios volumosos levemente caídos,coxas brancas lindas com pele lisa e macia,com celulites nas ancas,culotes e nádegas,com o negro Tom de 61 anos, caseiro de nosso sítio,dono de um cacete cavalar e com um apetite sexual inesgotável,estava me deixando totalmente fora daquilo que sempre fui,a constatação,agora diária,da verdadeira transformação, que o negro e seu poderoso e monumental cacete,haviam operado em minha Cely,em cada detalhe de seu corpo,em sua pele,mais lisa e sedosa,em seus seios mais inchados e com bicos mais salientes e pontiagudos, em sua buceta sempre inchada, muito mais dilatada e carnuda,e até em seu caráter,tornando-a descarada,desavergonhada,bem putona e dissimulada,aceitando prazerosamente minha também dissimulada,mas explícita, cornice,com a estória,por mim elaborada,sobre o tratamento que deveria continuar fazendo,e também a ponto de sair de casa com seu corpo de senhora casada de 55 anos,mal e porcamente coberto por uma camisolinha que mais expõe do que esconde as polpas de sua monumental bundona e seus volumosos seios caídos,tudo para deixar seu negro totalmente alucinado e com tara para violenta-la vorazmente com seu cacete de cavalo enfiado até as bolas em sua gulosa bucetona...

Surpreendentemente,inexplicavelmente,tudo isso ao invés de me deixar enraivecido e puto,tem me deixado cada vez mais alucinado por ela,descontrolado de tesão e ansiedade.

Ansioso acordei cedo,durante a noite já havia deixado mensagem no whats de Lia avisando-a que Cely ia chamar seu marido para vir à nossa casa,para ela demonstrar surpresa com isso e para que ela não deixasse de vir com o Tom porque eu iria precisar muito dela..Lia realmente inteligente já havia entendido tudo,guardaria sigilo e me respondeu que já havia providenciado para que sua mãe fosse buscar as crianças na escola e levasse para a casa dela,assim teria a tarde toda e até parte da noite se fosse necessário,para seu marido tomar completamente minha esposa sobre o nosso leito conjugal,e se fuderem até não poderem mais,e até mencionou que também estava excitadíssima com o que viria,pois viu a ereção monstruosa de seu marido quando veio lhe dizer que teriam que estar com dona Cely durante a tarde na casa dela,e Lia sabia que eu daria um jeito para ficar vendo tudo e que poderia contar com a parceria dela para isso,...tive uma ereção imediata quando li essa mensagem......

Precisava ir até a empresa,mas antes fui ao nosso quarto para dúar um tchauzinho pra Cely,ela estava acordada mas ainda deitada,notei que estava excitada,ela me olhou nos olhos tirou o lençol que lhe cobria o corpo,estava completamente nua,sua buceta molhada escorria seu líquido de mulher,já havia uma mancha molhada no lençol do colchão,que loucura,com os dedos ela separou seus lábios vaginais e me disse:

"CELY": olha amor como está minha pombinha esperando pelo "tratamento" de hoje a tarde....fico toda molinha só de pensar...você quer mesmo que eu faça esse tratamento né amor?....vou cumprir o que prometi pra você ontem...quer que seja bem intenso né meu anjo?...sabendo que tenho teu total apoio e não tendo que me preocupar com tempo,com nada,vou até o limite do meu corpo...não me importarei com dor,com nada...suportarei tudo o que tiver que suportar...o que importa é que você me encontre nessa cama imediatamente após o "tratamento" e que seja o primeiro a tocar no meu corpo do jeito que fui deixada...

PQP, Cely está safada e tesuda demais,quer me enlouquecer de tesão,

"EU": isso mesmo minha delicia....suporta tudo o que puder suportar....deixa o "tratamento" agir profundamente no teu corpo...concentre todos os teus sentidos na tua buceta minha linda...sinta todo o poder e usufrua plenamente do "tratamento",isso vai te dar um prazer enorme...concentre todas as tuas energias em absorver a totalidade da expansão profunda...não deixe nenhum tipo de pensamento entrar em tua mente,que não seja "tratamento"/buceta, buceta/"tratamento"....até notar claramente tua dependência total ao "tratamento",que você já não se pertence mais...

Minha mulher gemeu, contorcendo-se toda,fitando-me com feições de uma tarada devassa

"CELY": aahhsssss...para meu amor....estou ficando toda mole,vertendo sem parar....usa essa tua boca que me disse todas essas coisas maravilhosas e vem mamar o meu prazer que não para de fluir...vem meu amor....assimmm,iiisssoooo,meu tesouro...queria que tivesse quatro bocas para simultaneamente sugar fortemente meus seios,lamber-me gulosamente a buceta e o ânus...aahhhh,lambe fundo...deliciiiiaaa...

A empresa teria que esperar mais por minha presença,arranquei toda minha roupa,caí de boca entre aquelas coxas lindas,macias e receptivas,que se abriram gostosamente para receber minha cabeça,enquanto minhas mãos apertavam as celulites das laterais de suas coxas e de seus culotes,minha boca lambia se deliciando com a maciez das carnes na parte interna de suas coxas,o cheiro de fêmea no cio exacerbou-se,inundando minhas narinas me enlouquecendo,afundei meu queixo na parte baixa da buceta e meu nariz tocava o clitóris que inchava,ainda deu pra perguntar se queria ser penetrada por meu cacete,e alucinado de tesão ouvi-la respondendo:

"CELY":nãaaaoooo...agora não quero....não posso...só o "tratamento" eu quero e desejo loucamente...só ele encima e no fundo...como me disse,você me quer com a buceta bem cremosa,fedidinha e inchada...é isso que quero te dar no final do tratamento de hoje...a buceta inundada com o mais puro dos cremes,aditivado apenas com meus líquidos de mulher...quero ter o imenso prazer de dar ao "tratamento" a certeza que só ele veio encima e no fundo hoje....a certeza que só a ele desejei alucinadamente...

PQP,ela elevou minha cornice aos extremos...me esporrei todo ouvindo isso...

Queria relatar detalhando também a parte da tarde,que é a principal,mas me empolguei demais,vai ficar muito extenso,prometo no próximo ir direto ao momento que Tom e Lia entram em nossa casa...

comentem por favor,nem que for para dizer que não está gostando...é o combustível de quem escreve

https://www.casadoscontos.com.br/texto/2017111030