Minha mulher e o motoboy

Categoria: 

Sou casado com uma morena muito gostosa, 21 aninhos, coxões,bundão, e uma boca de lábios carnudos, uma mulher que atiça qualquer macho.

Sempre tive s vontade de ver ela fuder com outro, ela ficava super excitada com a ideia, mas como moramos em cidade pequena nunca rolou. Até que um dia fomos passar férias na praia, aí em uma noite, entre uma bebida e outra ela sugeriu:

-Amor, podia pedir um pizza pra nós...

Foi a deixa perfeita, disse:

-Claro amor, mas você poderia receber o motoboy só de corpete e cinta liga ( que de proposito havia pedido pra ela levar, já imaginando algo assim). Ela me olhou com cara de safada, seus olhos brilhavam, e ela nem exitou, disse na hora que topava.

Combinamos tudo e liguei pra pizzaria, depois de meia hora toca a campainha do Ap em que estávamos, me escondi no quarto, em um local onde pudesse espiar tudo. Ela abriu a porta pedindo ao motoboy:

-Coloque na mesa por favor, vou buscar o dinheiro.

Entrou no quarto, me deu uma piscadinha, retirou a roupa ficando apenas com seu corpete, fio dental e cinta liga, com seu corpo td a mostra. Pegou a carteira e voltou a sala.

Mal ela saiu do quarto o motoboy a viu, arregalou os olhos espantado, e logo vi o volume na sua calça crescer, a essa hora eu já estava de pau duro tmb.

Propositalmente minha mulher ficou de costas pra ele mexendo na carteira, ele tarava a bunda gostosa dele e alisava o pau por cima da calça. Ela deixou uma moeda cair no chão, e se abaixou daquele jeito para pegar, e ao levantar deu uma olhadinha safada pra ele, voltando a olhar pra carteira.

Logo sentiu aquele macho louco de tesão a agarrando forte por trás, colando seu corpinho no dele, sentindo o pau duro dele na sua bunda começou a dar umas reboladas, e ele beijando seu pescoço e sua nuca. Quando ela se vira louca de tesão, beijando a boca dele, da distância em que estava dava pra perceber o calor daquele beijo, cheio de tesão, as mãos dele nem sabiam onde tocar primeiro, ora estavam na bunda farta dela, com os dedos no reguinho, acompanhando o fio dental, ora estavam acariciando sua bucetinha por cima da calcinha, a mão dela não saia daquele pau, sovando ele por cima da calça.

Ela começou a beijar o pescoço dele, ele logo se livrou da camisa e ela foi beijando seu peito e sua barriga enquanto ficava de joelhos a frente dele, deu umas mordidinhas no pau dele, enquanto abria o zíper da calça, quando ele tirou a calça e a cueca, ela pode ver o que tanto queria, o pau pulsando de tesão, louco pela minha putinha.

Ela pegou, acariciou, e começou a lamber as bolas dele, a língua dela foi subindo devagar pela parte de baixo do pau dele, até que chegou na cabecinha, lambeu, brincou bastante, abocanhou a cabecinha e chupou como se fosse seu canudinho, depois foi abocanhando, engolindo todinho, fazendo um boquete maravilhoso, lá pelas tantas ele tira o pau da boca dela e bate na cara dela com o pau, ela enlouquece:

-Isso, bate na cara da tua putinha vai.

Oferecendo o outro lado pra ele bater com aquela pica dura, ela abre a boca e põe e linguinha pra fora ele da umas pauladinhas nela tmb e ela engole de novo, logo ele puxa ela é põe ela deitada na mesa, puxa a calcinha pro lado e cai de boca na buceta dela, lambe ela todinha, pega seu grelinho e começa a chupar, ela geme e se contorce toda.

-Ahhhh, assim, chupa minha buceta vai gostoso.

Enquanto ele chupa mete dois dedos na buceta dela e um no cuzinho, ai ela não resiste:

-Aiiii cachorro, safado, assim vou gozar na tua boca.

Era td o q ele queria, ele chupou mais forte até ver ela gozando feito louca.

Disse pra ela: -Fica de quatro que agora vou meter em vc.

Ela obedeceu, ele mais uma vez só puxou a calcinha pro lado e socou em uma estocada só, ela deu uma gritinho de dor quando aquela picona entrou td na sua buceta, mas ele nem deu tempo pra ela, a segurando pela cintura, foi metendo forte, e ela logo esqueceu da dor, rebolando e pedindo:

- Vai, soca esse pau gostoso, fode tua puta Safada, ahhh assim meu macho gostoso.

Ele retribuindo:

-Toma vadia, cadela, vagabunda, sente teu macho te arrombando...

Ouvindo essas putarias ela logo gozou de novo naquele pau que era bem maior que o meu. Ele metia com força, e ele deu uns tapas na bunda dela, ela gritava e pedia:

-Bate, bate na tua vagabunda. E pediu:

- Deixa eu sentar nesse pau gostoso.

Ele deitou e ela logo pulou pra cima dele, encaixando sua buceta melada naquele mastro cheio de tesão, ela cavalgava e rebolava feito uma louca enquanto ele chupava seus seios, não demorou e ela gozou mais uma vez. Vendo aquilo ele anunciou que ia gozar, ela saltou de cima e ficou de joelhos pedindo.

-Vem quero teu leitinho meu macho, enche a cara da tua putinha de porra vem.

Abriu bem a boquinha e botou a língua pra fora, e logo sentiu os jatos fortes e quentes que encheram a cara e a boquinha dela de porra, ela chupou ele mais um pouquinho, sugando a última gotinha de porra... Olhou pro lado do quarto e me pediu:

-Vem amor....

Sai do quarto pelado e com o pau explodindo de tesão, nem demos importância a presença do motoboy, e ela ainda com a cara toda cheia de porra ficou de quatro e disse:

-Vem amor, me come tmb...

O motoboy se vestiu rápido e foi embora, nem cobrou a pizza. Eu soquei meu pau nela de quatro, mas o tesão era tanto que com poucas estocadas já estava enchendo a bucetinha gostosa dela de porra. Deitamos juntos, e ela agradeceu à mim por deixar ela viver momentos assim, e que o sexo muitos poderiam ter mas seu amor era só meu.

Depois disso sempre que temos a oportunidade ela transa com outros caras...

https://www.casadoscontos.com.br/texto/201803727

Comentar