Pegando a Casada Gostosa

Categoria: 

Olá sou novo por aqui, e irei contar várias aventuras que tive na vida.

Sou moreno, 1,80 de altura porte atlético e um pau de 19 cm e moro na Grande Florianopolis.

Sou casado mais adoro dar umas “puladas de cerca” e numa dessas aventuras conheci a Rosana uma mulher muito gostosa.

Ela era recepcionista do prédio onde eu trabalhava e todos os dias nos víamos, até que trocamos os contatos, a partir dai começamos a trocar mensagem durante o dia todo, e nessas trocas de mensagens começamos a ficar mais íntimos.

Ela me contou que o marido não a procurava com tanta frequência e eu que já estava de olho nela comecei a instigar ela que se fosse o marido dela não daria trégua a ela.

Ela no inicio não gostava das minhas cantadas, mas aos poucos foi se soltando e gostando das cantadas.

Até q um dia cheguei no serviço e vi que ela estava meio pra baixo, e perguntei o que aconteceu, ele disse q depois falava por mensagem, eu subi e fiquei esperando a mensagem dela

Ela por mensagem me disse q o marido havia muito tempo sem procurar ela, e estava triste se achando feia, disse que se quisesse podíamos sair e conversar um pouco, sugeri sairmos no almoço.

Ela aceitou o convite, mais disse q eu esperasse ela perto do terminal de ônibus, pois não queria q alguém nos visse juntos, eu concordei. No horário combinado sai e fui em direção ao ponto de encontro

Ela entrou no carro e aparentava nervosismo, perguntei onde ela queria ir, ela me disse q eu levasse ela onde eu quisesse, eu me encaminhei ate um motel na região, ela não falava nada.

Chegando lá, abri a porta do quarto e ela disse porque escolhi aquele local pra levar ela, respondi que por sermos casados seria um lugar discreto e ninguém nos veria juntos.

Ela entrou mais ainda estava apreensiva, tentei chegar mais perto dela e ela se esquivava, peguei na sua mão e comecei a acaricia-la e vi que ela estava se “entregando” até que sem ela esperar a beijei, ela retribuía com a mesma volúpia, até que quando comecei a beijar seu pescoço, ela me diz que não podíamos continuar, pois ela estava “naqueles dias”, eu não parei só respondi que existia várias formas de carinhos.

Comecei a beija-la e ia descendo minha boca por aquele corpo gostoso, tirei sua blusa e saltaram um par de belos seios, ela era toda branquinha, loira, olhos claros, tipo falsa magra, eu estava louco meu pau explodia dentro da calça.

Deixei ela só de calcinha e comecei a toca-la por cima da calcinha, ela se contorcia, e gemia loucamente até q começou a rebolar eu estava louco pra pegar aquela casadinha, pedi pra ela ficar de 4 e comecei a brincar com meus dedos na bucetinha dela, nessa hora ela arrancou minha cueca e ficou abismada com meu pau, ela literalmente caiu de boca nele e sugava ele, eu estava louco pra empurrar a cabeça dela, mais ela disse q não aguentaria coloca-lo todo na boquinha.

Nessa loucura toda não me contive, coloquei a calcinha dela de lado e tentei meter nela, ela dizia que não queria.

Ela gozou com meus dedos enterrados na bucetinha dela, e disse q vária mesmo por mim, então começou a me punhetar gostoso, brincava com a lingua nele, passava meu pau nos seios eu estava enlouquecido, até q não me aguentava mais e disse q iria gozar, então ela aumentou o ritmo da punheta e gozei litros nas mãos dela.

Como estávamos em cima dá hora nos recompomos e voltamos pro serviço, com a promessa de voltarmos e terminar nossa loucura.

Logo volto pra contar o restante dessa pegação.

Eu adoraria conhecer mulheres que queriam ter uma amizade gostosa, se quiser me mande email: carlos.siqueira1978@gmail.com

https://www.casadoscontos.com.br/texto/201711966