Provocando o caseiro

Categoria: 

Ola! Somos um casal tropical, descobrindo novas possibilidades do viver a dois. Neste momento o caso será narrado por ele, a continuação dessa "aventura" será narrada por ela.

Somos proprietários de um sítio no litoral norte da Bahia e sempre estamos por lá, contudo, este final de ano nosso caseiro pediu dispensa para cuidar de assuntos pessoais em sua terra natal, porém, pediu-nos que aceitassem que seu filho do meio com 18 anos o substituísse. Como nosso ex-caseiro é uma pessoa de muita confiança, trabalha com nossa família a muito tempo, não pensamos duas vezes e aceitamos o garoto (sempre o citarei assim).

Este final de ano resolvemos passar as festas lá e aproveitarmos para conhecer o garoto. As primeiras impressões de minha companheira foram: "ele é muito calado, não me encara...está sempre observando tudo...não sei se está olhando para mim ou para o espaço". Como nunca fizemos nada fora do nosso relacionamento, porém sempre conversamos sobre a possibilidade de haver uma troca de casais, ou, somente um de nós estar com outro, enquanto é observado, afim de participar ou não, enfim, após vários relatos de minha companheira, perguntei a ela se não seria a oportunidade de pormos em prática o que tanto conversamos, ela prontamente topou e pôs-se a me escutar. Resumindo, propus a ela que ficasse sozinha com ela e tentasse provoca-lo e modéstia a parte, minha companheira é um avião!!! Morena, 1,65alt, seios pequenos (sempre com marquinha), quadris firmes e desenhados, uma bela bunda acompanhado de suas belas coxas, portando uma tatoo na altura da cintura descendo por sua bunda! Então ela sabe que só sua presença já causa alvoroço nos presentes.

Tive que ir até um outro ponto do litoral levar parentes e a deixei só com o garoto em casa, seria questão de 1h de ausência, tempo dela fazer o que bem desejasse. Antes de sair brinquei com o garoto dizendo: "vou ali e volto já, tome conta de minha patroa e tente agrada-la, sozinha ela fica muito entediada". Ele apenas fez sinal de positivo com a cabeça e seguiu seu caminho pelo sitio, afim de cuidar de seus afazeres. Minha companheira começou a me enviar fotos de seus bikinis para eu escolher, lógico que pedi que usasse o mais pequeno possível e a danada fez. Contou logo que o garoto pôs uma cadeira em uma das pontas da piscina, a sombra de uma arvore, porém virada para a piscina (como assim garoto?) , isso mesmo, ele ficou de costas para a piscina enquanto minha companheira caia na água e bebia sua cerveja, sempre me mandando mensagens via whatsapp, inclusive foto do garoto de costas pra ela. Senti que ela estava receosa, então pedi que ela fosse se bronzear. Minha companheira foi e pôs uma cadeira ao lado dele, no primeiro momento só sentou ao lado dele para conversar (quebrar o gelo) sobre assuntos do dia a dia até que resolveu bronzear a sua bela bunda! Deitou-se ao lado do garoto, pegou o bronzeador e pediu ao garoto que passasse nela, pasmem! O garoto (segundo ela) saio como um raio dizendo que precisava fazer algo na propriedade. Quando ela me relatou isso fiquei encucado, o garoto na flor da idade dispensar uma oportunidade dessas, mais como? Entendo que ele pode ter pensado nos riscos d'eu não gostar, ou ela, mais a sua timidez foi ao extremo. Assim que deixei os familiares, liguei para ele e fui logo perguntando e brincando: " e ai garoto, está tomando conta da minha patroa? esta fazendo tudo para agradar ela? olhe que ela é bem soltinha não fique tímido não, eu não me incomodo com isso, vc não tem o que temer! apenas agrade ela, por favou viu garoto", em tom nervoso ele me respondia apenas: "sim senhor! esta tudo bem! estou fazendo sim! sim! sim!". Retornei para o sitio e ele retornará aos seu posto de guardião pelas costas (rsrsrsrs) quando pus meu calção de banho e fui até minha companheira para passar o bronzeado afim de causar um impacto no garoto ele novamente desapareceu em fumaça. Mesmo assim, pedi a minha companheira que se mante-se ali que eu iria passar o bronzeador e muito mais em seu corpo escultural.

Comecei a passar o bronzeador diretamente pelas pernas e bunda, massageando lentamente e com bastante óleo, queria deixar a bunda de minha companheira "untada" em óleo, brilhante ao sol, a todo momento alisava a sua buçeta por cima do bikini e dizendo várias safadezas para ela e ao mesmo tempo conversavamos sobre o garoto até que ela resolveu me convidar para cairmos na piscina e transarmos bem gostoso. Não pensei duas vezes e fui me deliciar com minha companheira, ela me confessou: "fiz isso para quando o garoto voltar ele me veja montada em sua pica e venha pra água também, assim matamos nossos desejos", ao finalizar a frase, o garoto apareceu...

A continuação desta aventura será feita por minha companheira, espero que gostem.

https://www.casadoscontos.com.br/texto/20180148